quinta-feira, 29 de março de 2007

Clichê


Eu sei que dizer que o centro de Porto Alegre é histórico é clichê, que no centro tem gente de todas as classes sociais é clichê, que falar que o centro é barulhento é clichê, que o centro é perigoso também.

Eu sei que dizer que tem velhinhos jogando dominó na Praça da Alfândega pode ser clichê, que tem roupa barata e que tem engraxate desde os tempos que minha avó era paquita fazendo seu serviço , pode ser lugar comum.

Eu sei que dizer que no centro tem todas as raças, todas as crenças, todos os tipos e biotipos de pessoas, é clichê. Que ouvir "Fábica de calcinha", "Compro e vendo oro", "Mata barata" e "Piercing e tatuagem" já é velho.

O centro é democrático! Viva o centro porto-alegrense e seus camelôs, pombas, vendedores ambulantes, vitrines e prédios históricos. Não há nada mais clichê que gostar de alguns lugares da cidade em que moramos. Um dia eu odiei o centro, hoje amo.

5 comentários:

DeLaRocha disse...

Salve o clichê, Priiiii!!!!

Matheus disse...

amiga, é impossível não lembrar de você vendo este vídeo... dá uma olhada!!!! beijos!!!!!!

http://www.youtube.com/watch?v=ODeT1BTbYpU

Priscila Alves disse...

Matheuuuuussss, adorei o videozinho!Hahahhaa, tô famosa agora!Era td que eu queria!Tô com saudades de ti. Bjão!

Ana disse...

AAAAAAA pri gostei muito e todos nós prcisamos de clichês
bjss aninha

DeLaRocha disse...

Priiiiiiiiiiiiii!!!!! Atualizaaaaaa!!!! Beijão!!!!!!