sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Floresta de Macacos


Nunca entendia essa visão que outros países tinham de que nosso país é livre, selvagem, como se fosse uma enorme floresta onde tudo é permitido. Depois de conhecer o sistema de trânsito nas cidades canadenses e voltar para cá, acabei entendendo. Por lá, pedestre, por exemplo, não atravessa a rua em qualquer lugar, é apenas na faixa de segurança e quando o sinal está verde para ele. Mesmo que não venha carro algum ou algum agente de trânsito à vista, ele espera o sinal abrir. É inacreditável.

Há uma faixa de pedestre bem pintada e visível e semáforos para veículos e pedestres a casa esquina. Você, brasileirinho malandro, tente atravessar no meio da rua fora da faixa. Levará uma multa de cerca de 100 dólares. Mas você não fará isso, porque ninguém faz, iria chamar muita a atenção, seria constrangedor. Para não forçar o pedestre somente atravessar nas esquinas, há faixas no meio das ruas sem sinaleira alguma, apenas uma luz ao alto piscando para lembrar os carros de que ali a preferência é de quem está a pé. Eles parecem não esquecer disso nunca e reduzem a velocidade muito antes de chegar perto da faixa.

Essa organização e educação me assustavam um pouco, confundia com frieza e controle, pois no meu país, a Pátria amada e Mãe gentil, é permitido atravessar a rua em qualquer altura da calçada, “os carros que parem, eu sou preferência em qualquer situação”. Assim devem pensar os motociclistas quando ultrapassam pela direita e não respeitam os automóveis que estão na preferencial, dobrando rapidinho ou cortando a rua de fininho enquanto o carro vem em sua direção.

Os condutores aqui parecem disputar espaço com os pedestres – não é à toa, quando nenhum deles sabe seus limites e não contam com razoável sinalização e fiscalização. Ainda tem os motociclistas e ciclistas, tudo amontoado, cada um lutando pelo seu espaço, onde a pressa de cada um está acima da vida. É uma verdadeira selva, onde animais brigam pela comida sem regra e sem lei. Mas, nessa luta incansável ninguém vence. O que se vê é a perda diária de vidas de pessoas que não tem nada que ver com esta floresta de macacos.

Um comentário:

Cristiano disse...

olha, o caos no nosso transito é um reflexo de como funcionam as leis em nosso pais. Algumas pegam e outras não. Como uma moda, usar chapeu de palha não pegou, mas o novo modelo de boné que veio na China, feito de material sintético, é a sensação deste verão!